O imigrante de 18 anos, que continua internado nos cuidados intensivos depois de ter sido alvejado numa perna, atacou os transeuntes em pleno centro da cidade de forma aparentemente aleatória, embora a polícia suspeite que optou sobretudo vítimas femininas.

“Pensamos que as vítimas foram escolhidas ao acaso, mas o seu alvo principal foram mulheres. Das dez vítimas, oito são mulheres e os únicos dois homens feridos foram atacados por terem tentado ajudar as mulheres ou deter o agressor”, disse em conferência de imprensa a porta-voz da polícia finlandesa, Krista Granroth.

As duas vítimas mortais são uma mulher de 67 anos e uma adolescente de 15, precisou a polícia, acrescentando que uma delas teve morte imediata e a outra sucumbiu aos ferimentos já no hospital.

Dois dos oito feridos continuam internados nos cuidados intensivos, embora não corram risco de vida, ao passo que os restantes têm ferimentos menos graves, pelo que alguns já tiveram alta.

Entre os feridos, há um cidadão sueco, um italiano e um britânico.

As forças de segurança detiveram na sexta-feira à noite, num apartamento em Turku, outros quatro cidadãos marroquinos que estiveram em contacto com o agressor e estão, neste momento, a investigar se eles tiveram alguma coisa que ver com o ataque.

A polícia finlandesa está também a investigar, em cooperação com a Interpol, se o ataque de Turku tem algum tipo de relação com os atentados das cidades espanholas de Barcelona e Cambrils, que também foram perpetrados por cidadãos marroquinas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.