De acordo com o jornal South China Morning Post, o incidente deu-se no parque de diversões aquáticas Yulong Shuiyun na cidade de Longjing, localizada junto à fronteira da China com a Coreia do Norte.

Segundo um anúncio das autoridades locais, uma investigação preliminar deu conta de que a ocorrência "foi causada por um corte elétrico que danificou equipamento na sala de controlo da piscina, o que levou as ondas a ficarem demasiado grandes e a causarem ferimentos nos visitantes".

Como resultado deste incidente, 44 visitantes ficaram feridos, cinco dos quais tiveram de ser assistidos no hospital por ferimentos como costelas partidas. Todos eles estarão em "situação estável", realça o comunicado.

Um vídeo da ocorrência tornou-se viral nas redes sociais, tendo sido partilhado mais tarde no website noticioso Beijing Time. Nele pode-se ver uma onda de grande dimensão a formar-se subitamente e a abater-se sobre os visitantes da piscina — alguns em bóias, outros a nado — enquanto se ouvem gritos de pânico. A força da água projetou várias pessoas e galgou a piscina, tendo inundado as áreas em redor.

O parque esteve encerrado, mas foi hoje reaberto, estando a decorrer uma investigação. A piscina onde se deu o incidente permanece interditada. Este parque é conhecido por ser um dos maiores da província de Jilin, no nordeste da China.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.