"O homem encontrado dentro do camião era um cidadão polaco", revelou a polícia alemã através da rede social Twitter.

O proprietário da empresa dona do camião havia informado o desaparecimento do motorista de nacionalidade polaca.

"Não tivemos contacto com ele desde esta tarde. Não sei o que aconteceu . É meu primo. Eu conheço-o desde pequeno. Eu respondo por ele", disse Ariel Zurawski por telefone à AFP.

Segundo Lukasz Wasik, um diretor da empresa polaca sediada em Gdansk, o contacto com o motorista, de 37 anos, perdeu-se por volta das 15h locais (12 horas em Lisboa).

"Não sabemos em que é que ele se transformou, se foi sequestrado, morto, não sabemos de nada. Estamos muito preocupados", declarou, acrescentando que "a última vez que estivemos ao telefone com ele foi esta manhã, por volta das oito, ou nove".

O motorista transportava 25 toneladas de um carregamento de aço, vindo de Itália.

De acordo com fontes do serviço de segurança citadas pela agência alemã DPA, o homem ao volante do camião - já detido - seria um paquistanês ou afegão que teria chegado à Alemanha através de um pedido de asilo em fevereiro deste ano.

De acordo com o ministro alemão do Interior, Thomas de Maizière, são "muitas [as] razões" que levam a pensar que foi um ataque premeditado.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.