Biden exprimiu “a profunda preocupação” dos Estados Unidos e dos seus aliados face ao aumento de tropas russas na fronteira com a Ucrânia, prosseguiu a Casa Branca, antes de precisar que os dois chefes de Estado também abordaram a cibersegurança e o seu “trabalho comum sobre assuntos regionais como o Irão”.

Ainda segundo a Casa Branca, Biden reiterou o apoio à soberania e integridade territorial da Ucrânia e apelou à diminuição das tensões e ao “regresso à diplomacia”.

Após uma conversa que se prolongou por cerca de duas horas, os dois Presidentes “encarregaram as suas equipas de darem seguimento” aos temas abordados, e os Estados Unidos planeiam efetuá-lo “de forma coordenada com os seus aliados e parceiros”, em particular na Europa, prossegue o comunicado.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.