O bairro de Nyvky, que fica na área da cidade mais próxima da linha de frente — a cinco quilómetros de distância — foi atingido por disparos de artilharia no início da manhã.

Quatro pessoas ficaram feridas, de acordo com um comunicado da administração de Kiev. Uma casa foi totalmente destruída após um incêndio. Vários imóveis foram atingidos por estilhaços.

O ataque destruiu vitrines das lojas e janelas dos edifícios nas proximidades, assim como árvores no bairro residencial.

"O inimigo voltou a bombardear [...] O distrito de Shvchenkivskyi foi alvo de disparos durante a manhã. As equipas de resgate estão no local a tentar apagar vários incêndios em casas particulares e imóveis de grande altura", afirmou a administração da cidade.

"Eu tinha acabado de voltar de fumar um cigarro lá fora quando, de repente, bum, o telhado desabou", contou`AFP Volodymyr Okhrimenko, que mora numa das casas afetadas, onde os bombeiros lutavam para apagar as chamas.

"Perdi a consciência por alguns instantes e depois consegui levantar-me. Na casa, que dividimos com duas famílias, estavam três pessoas, com minha irmã e o marido [...] Ninguém morreu", explicou o reformado, ainda em estado de choque com o ataque, mas feliz por ter apenas um arranhão na testa.

"Eu tive tempo apenas de trazer alguns documentos e sair antes do incêndio na casa", contou a irmã.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.