"Nas eleições de 2017, prometi à minha mulher e filhos que seria o meu último mandato. Esta é uma promessa que pretendo manter. Se a Câmara votar hoje à noite para eleições legislativas antecipadas, o meu mandato como Presidente e deputado terminará quando este Parlamento terminar", começou por dizer, numa declaração durante o plenário esta tarde.

Acrescentou ainda que, se a assembleia não votar nesse sentido, entende que "o menos perturbador e mais democrático" será cessar funções no encerramento da sessão 31 de outubro, data prevista para a saída do Reino Unido da União Europeia.

"O menos perturbador, porque essa data acontecerá logo após as votações ao Discurso da Rainha esperadas nos dias 21 e 22 de outubro, e a semana seguinte também poderá ser bastante animada e será melhor ter uma figura experiente na presidência", justificou.

Bercow, um conservador, foi escolhido pelos pares para a posição em 2009, tornando-se no no mais jovem detentor do título.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.