A Walmart referiu, em comunicado, que vai deixar de vender os cigarros eletrónicos assim que os ‘stocks’ acabarem.

“Dada a crescente complexidade da regulamentação federal, estadual e local e a incerteza em torno dos cigarros eletrónicos, planeamos abandonar a venda de produtos eletrónicos”, refere o documento.

O Walmart já tinha aumentado a idade mínima para comprar tabaco este ano para 21 anos e anunciou que deixaria de vender cigarros eletrónicos com sabores doces, um produto popular entre os adolescentes.

As autoridades americanas estão a investigar uma misteriosa doença pulmonar ligada aos cigarros eletrónicos, que afetou pelo menos 530 pessoas e causou várias mortes.

Como resultado, várias cidades e estados do país começaram a tomar medidas para reduzir o uso de cigarros eletrónicos, especialmente entre os jovens.

As autoridades federais alertam que, até que sejam concluídas as investigações sobre as consequências do uso de cigarros eletrónicos, as pessoas devem monitorizar sintomas como tosse, falta de ar, dor no peito, náusea, vómitos, dor abdominal e febre.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.