O Airbus A320, que seguia de Paris para a cidade do Cairo, caiu no mar com 66 pessoas a bordo após desaparecer dos radares por razões ainda desconhecidas.

As caixas-negras têm uma duração de emissão de sinal debaixo de água de cerca de um mês, assinalou a comissão num comunicado do ministério egípcio da Aviação Civil.

A comissão de investigação confirmou que o avião fez uma volta de 90 graus à esquerda e de 360 graus a direita antes de desaparecer.

A hipótese de atentado, inicialmente avançada, cedeu terreno à de falha técnica.

O avião emitiu dois alertas automáticos dois minutos antes da queda, indicando fumo dentro da cabine dos pilotos e falha no computador dos comandos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.