As regalias sociais surgem no âmbito de um regulamento do município de Cinfães que entrou em vigor este mês e que teve como objetivo reconhecer o trabalho prestado pelos bombeiros e incentivar o voluntariado no concelho.

“Temos muito orgulho nas nossas corporações de bombeiros e chegou a altura de avançar com um instrumento que dá vantagens e benefícios em favor destes homens e mulheres que se colocam ao serviço das populações 24 horas por dia”, justifica o presidente da Câmara, Armando Mourisco.

No que respeita ao setor da habitação, os bombeiros voluntários passam a estar isentos do pagamento de taxas relativas a licenças de construção, beneficiação e ampliação de casa para habitação própria e permanente.

Os “soldados da paz” terão também reduções de 30% nas tarifas de água, saneamento e recolha de resíduos sólidos, em habitação própria ou arrendada, permanente, incidindo sobre os primeiros dez metros cúbicos de consumo de água.

Na área da educação, a autarquia vai atribuir aos bombeiros ou aos seus descendentes uma bolsa de estudo para o ensino superior, no valor de 500 euros anuais.

Segundo a autarquia, “os bombeiros podem ainda aceder gratuitamente a espetáculos culturais promovidos pelo município” e “usufruir de uma hora, três vezes por semana, das piscinas municipais cobertas e descobertas”, bem como usar gratuitamente o pavilhão municipal.

“O pagamento do seguro de acidentes pessoais e a concessão de apoio jurídico e administrativo são ainda outros dos benefícios contemplados neste regulamento”, acrescenta.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.