“Isto insere-se num plano de reabilitação progressiva de todas as escolas. É um dos grandes desafios deste executivo. Não podemos dizer que queremos crianças e não dar condições a quem tem crianças”, explicou o autarca em declarações aos jornalistas, no fim de uma visita à renovada EB 1 e Jardim de Infância (JI) da Caramila, na zona do Carvalhido.

De acordo com Moreira, durante este ano a Câmara investiu “cerca de 3,5 milhões de euros” em grandes intervenções, também nas escolas Fernão de Magalhães, Pasteleira e Vilarinha, onde se espera que as obras fiquem prontas até ao fim de 2016.

Na EB1/JI da Caramila, as obras, de 650 mil euros, já estão concluídas e abrangeram “todo o edifício”, desde o exterior, que estava “em muito mau estado” e o interior, agora dotado “com todas as valências necessárias para uma escola desta natureza". “Esta escola fica com novas condições e com capacidade para mais alunos”, explicou Rui Moreira.

Quanto ao investimento previsto para as escolas do concelho no próximo ano, o autarca não quis adiantar o valor que pretende inscrever no orçamento que vai “apresentar proximamente”, mas garante que o valor não vai ser inferior ao deste ano.

Guilhermina Rego, vice-presidente da Câmara do Porto e vereadora da Educação, referiu ainda a empreitada na escola da Fonte da Moura, que “em princípio, começa no próximo ano”.

A vereadora esclareceu ainda que, para além das obras de maior dimensão, houve também trabalhos de requalificação em vários recreios das escolas básicas do concelho.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.