"A anomalia mais recente da SpaceX provocou a perda total da cápsula", afirmou durante uma audiência o senador Richard Shelby, presidente de uma comissão do Senado que administra o orçamento da Nasa.

O senador perguntou ao diretor da Nasa, Jim Bridenstine, se "como é tradição quando se perdem os veículos, a Nasa realizaria a sua própria investigação independente". O diretor da Nasa respondeu que a agência espacial investigaria juntamente com a SpaceX.

"Então não é uma investigação rigorosamente independente?", questionou o senador.

"Isto não é rigorosamente uma investigação independente", admitiu Bridenstine.

O acidente de 20 de abril representa um problema maior do que a agência espacial tinha reconhecido até agora. Nem a SpaceX nem a Nasa admitiram oficialmente que houve uma explosão, sob pretextos de que a investigação está em curso.

Mas uma nuvem de fumo foi fotografada no local, enquanto um vídeo interno da explosão foi  publicado no Twitter e cuja autenticidade foi indiretamente confirmada pela Nasa.

Espera-se que a cápsula da Crew Dragon se torne um dos dois táxis da Nasa para a Estação Espacial Internacional até ao fim do ano. O primeiro voo tripulado, com dois astronautas, estava previsto para antes do fim do ano — mas agora foi posto em xeque.

O modelo que explodiu a 20 de abril, durante o teste das suas hélices, seria lançado por um foguete nos próximos meses durante um teste de sistema de emergência em grande escala, que permitirá regressar à Terra se o foguete em algum momento tiver um problema.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.