Num comunicado, a PJ afirma que o crime ocorreu “de forma continuada, durante aproximadamente oito anos”, e foi praticado “em contexto familiar”, perpetrado “pelo pai com a cumplicidade da mãe”.

De acordo com a Polícia Judiciária, os detidos justificaram que atos eram praticados “sob pretexto de concorrerem para a formação e preparação da vítima para o seu desenvolvimento sexual futuro”.

A situação foi recentemente sinalizada à PJ pela escola da vítima, “promovendo-se de imediato o afastamento dos agressores e as diligencias investigatórias adequadas, que culminaram na proposta da emissão dos mandados de detenção, agora cumpridos”, refere o comunicado.

O casal foi detido em cumprimento de mandados de detenção emitidos pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) das Caldas da Rainha.

Os detidos vão agora ser presentes a tribunal para primeiro interrogatório judicial e aplicação das adequadas medidas de coação.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.