Segundo a autarquia, a recuperação vai permitir disponibilizar água para regadio e apoiar em situações e emergência, nomeadamente no apoio aos meios aéreos envolvidos no combate aos fogos florestais.

A intervenção foi realizada com o apoio da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), envolvendo um investimento de cerca de 100 mil euros.

O vice-presidente da câmara, António Rodrigues, citado num comunicado enviado à Lusa, destacou a importância da obra, sobretudo por permitir aproveitar melhor, para fins agrícolas, as várias linhas de água, no tempo mais seco, para além das vantagens ao nível da proteção civil, na zona sul do concelho.

A obra permitiu restituir o açude à sua cota original, com cerca de oito metros de altura e 200 de comprimento.

Foram também realizadas intervenções para melhorar os acessos, além de ter sido colocada sinalética.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.