Numa pergunta enviada através do parlamento, ao Ministério da Saúde, os deputados do CDS recordam que desde abril o executivo “se comprometeu a resolver o problema da ala pediátrica do hospital de São João, no Porto” que “está há anos em condições indignas para tratar as crianças”.

Os centristas não confiam que o despacho, publicado na quarta-feira, “a autorizar o lançamento do concurso para a ‘conceção e projeto de novas instalações para o Centro Pediátrico’” signifique um desbloqueamento das verbas para a sua construção.

“Infelizmente, o histórico do Governo e as promessas por cumprir em relação a esta construção, não deixam o grupo parlamentar do CDS-PP descansado”, lê-se no texto da pergunta.

Por isso, os democratas-cristãos perguntam se “estão ou não desbloqueadas as verbas necessárias para a obra na ala pediátrica do Hospital de São João, no Porto” e quando recomeçam e estarão concluídas as obras.

O Governo autorizou na quarta-feira a administração do Centro Hospitalar Universitário de São João a lançar o concurso para a conceção e construção das novas instalações do Centro Pediátrico.

Este é o desenvolvimento mais recente deste ‘dossiê’, que já teve uma intervenção do Presidente da República e a mobilização de personalidades do Porto.

No dia 07, Marcelo Rebelo de Sousa declarou estar à espera que o Governo esclarecesse a sua posição sobre este centro pediátrico.

Há dez anos que o hospital tem um projeto para construir uma nova ala pediátrica, mas desde então o serviço tem sido prestado em contentores.

Em junho, o presidente do Centro Hospitalar afirmou que o problema do centro ambulatório pediátrico, que inclui o hospital de dia da pediatria oncológica, ficou resolvido, mas “continuam a faltar as instalações do internamento pediátrico”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.