Mário Centeno respondia assim aos deputados, no parlamento, durante uma interpelação do Bloco de Esquerda (BE) ao Governo sobre os atrasos no Programa de Regularização Extraordinária dos Precários do Estado (PREVPAP).

"É verdade que este processo está atrasado, mas está atrasado muitos anos", disse Mário Centeno em resposta aos deputados da oposição.

"A responsabilidade deste Governo neste processo não vacilará. Vamos concretizá-lo e estamos a concretizá-lo dentro da janela temporal prevista e vamos levá-lo até ao fim", acrescentou o governante.

Em reposta ao BE e ao PCP, que questionaram o Governo também sobre os atrasos na regularização dos precários sobretudo na Educação, Mário Centeno disse que essa é "uma das áreas mais atrasadas", mas garantiu que a situação está a ser ultrapassada.

"Essa área está a ser reforçada, é uma das áreas mais atrasadas e é uma área de grande atenção neste momento do Governo neste processo, dado o número elevado" de pedidos de regularização, que totalizam 6.895.

Segundo garantiu Centeno, "não há nenhum problema em particular na área da Educação em termos de funcionamento das comissões" que avaliam os processos dos trabalhadores.

O ministro das Finanças explicou que a morosidade do programa dos precários tem a ver com o facto de o processo não ser "simples" e garantiu que está a ser feito com "enorme rigor e cumprindo todos os preceitos" previstos na lei.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.