Numa apresentação sobre o desempenho da Polícia de Segurança Pública durante o combate à pandemia de covid-19, o diretor nacional da PSP avançou que “o pico máximo de infeções” aconteceu a 31 de janeiro deste ano, quando estavam infetados 847 agentes e 1.400 em isolamento profilático.

Segundo Magina da Silva, a 22 de outubro estavam infetados 18 polícias e 24 em isolamento profilático.

Desde o início da pandemia de covid-19, 2.949 polícias foram infetados e três morreram, disse ainda.

A covid-19 provocou pelo menos 4.952.390 mortes em todo o mundo, entre mais de 243,97 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 18.141 pessoas e foram contabilizados 1.086.280 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.