Há 20 anos que o Mapocho não registava uma cheia. Devido às chuvas e aos trabalhos realizados numa estrada, que desviaram as águas do rio, este transbordou e inundou em particular o bairro de Providência, na zona oeste da capital chilena.

"Advertimos a empresa encarregada das obras, mas ela não tomou as medidas necessárias para enfrentar a chuva, e a água penetrou num túnel em construção, saiu pela boca do túnel e provocou o problema que temos agora", declarou Alberto Undurraga, ministro das Obras Públicas.

Mais de quatro milhões de pessoas continuavam hoje sem água potável. O mau tempo também afeta a região de O'Higgins, a sul de Santiago, em zonas rurais onde há centenas de pessoas atingidas e isoladas e imóveis danificados, segundo informou o Escritório Nacional da Emergência (Onemi). Foi decretado alerta vermelho em 27 comunas da área metropolitana.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.