Entre os casos diagnosticados, 13 são de contágio local, todos eles na província de Xinjiang, no extremo noroeste da China, onde foi detetado um surto há cerca de um mês.

Os 31 casos restantes foram diagnosticados entre viajantes do estrangeiro, conhecidos como casos “importados”.

As autoridades de saúde detalharam que, até à meia-noite local (17:00 de segunda-feira, em Lisboa), 52 pacientes tiveram alta.

O número de infeções ativas na China continental é de 794, incluindo 44 doentes em estado grave.

A Comissão não anunciou novas mortes por covid-19, mantendo-se o total desde o início da pandemia em 4.634, entre as 84.712 pessoas infetadas oficialmente diagnosticadas na China.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 733 mil mortos e infetou mais de 20 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.