Os jornalistas que integram este órgão da RTP dizem que “repudiam também o furto do microfone de reportagem da RTP" e que esperam que de imediato sejam apresentadas queixas-crime” para que “todas as responsabilidades possam ser apuradas até às últimas consequências”.

Para que os responsáveis pelos atos de violência sejam apurados, o CR da RTP pede que os responsáveis do Sport Lisboa e Benfica cooperem e disponibilizem as imagens de videovigilância.

Os membros eleitos terminam o comunicado a reiterar que é "inaceitável qualquer agressão a jornalistas, por representar uma limitação ao direito à Informação".

Já na semana passada, jornalistas da RTP foram agredidos no exterior de uma escola em Marvila, em Lisboa, alegadamente por familiares de uma criança envolvida num suposto caso de violação entre alunos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.