Serão cortadas "todas as comunicações" no domingo e na segunda-feira para evitar a "publicação ilegal" de resultados, informou à AFP uma fonte governamental.

O ministro do Interior pediu aos operadores de telecomunicações para "bloquear, por razões de segurança nacional, todas as comunicações, incluindo os SMS, durante todo os dias 20 e 21 de março", numa carta consultada pela AFP.

"Esta decisão não obstrui em nada a votação, nem o acesso da oposição aos resultados", assegurou a fonte governamental.

Os eleitores congoleses comparecerão às urnas no domingo para eleger o primeiro presidente de uma 'Nova República' instituída após uma mudança da Constituição que permitiu a Sassou Nguesso apresentar-se à reeleição.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.