As manobras foram denunciadas por Seul horas depois de Pyongyang ter anunciado que detetou o primeiro caso da doença covid-19 no seu território.

“Três mísseis balísticos de curto alcance foram disparados desde Sunan, a norte de Pyongyang”, informou o Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul, acrescentando que os projéteis atingiram as águas do Mar do Leste, também chamado de Mar do Japão.

O Ministério da Defesa do Japão também confirmou os disparos e a guarda costeira deste país emitiu mesmo um alerta.

Este pode ter sido o 16.º teste de mísseis desde o início do ano e ocorre dois dias após a tomada de posse do novo Presidente sul-coreano, Yoon Suk-yeol.

A Coreia do Norte também realizou, de acordo com informações de Seul e de Tóquio, dois outros testes de mísseis balísticos na semana anterior à tomada de posse de Yoon.

Embora sob sanções internacionais, impostas em retaliação pelo seu programa de mísseis e armas nucleares, a Coreia do Norte tem intensificado a frequência de testes balísticos, ignorando as propostas de negociação dos Estados Unidos.

Hoje, a Coreia do Norte anunciou que registou o seu primeiro caso de covid-19, até agora nunca assumidos, e descreveu a situação como “séria e urgente”.

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, apareceu na televisão pela primeira vez de máscara de proteção sanitária e ordenou um confinamento geral no país.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.