“How did it get so late so soon?
It’s night before it’s afternoon.
December is here before it’s June.
My goodness how the time has flewn.
How did it get so late so soon?”

O tempo passa tão rápido que nós, por mais que nos precavemos, somos impotentes para controlá-lo. Este poema de Theodor Seuss Geisel, mais conhecido com Dr. Seuss, é uma versão intelectual (e francamente mais bem escrita) daquele provocador adágio “vai ser tão bom, não foi?”

Não, não foi. Para quem tem estado enredado dentro da teia do Brexit, não haverá espaço que reste senão para frustrações contínuas, curvas e contracurvas legais e retóricas, numa permanente corrida contra o tempo.

Este escasseia de tal forma que os deputados britânicos foram obrigados a reunir-se hoje no Parlamento para mais uma sessão de Brexit. E assim o fizeram. Mas em vez aprovarem o acordo que Boris Johnson trouxe de Bruxelas, obrigaram o primeiro-ministro a pedir uma nova extensão da saída à União Europeia. Johnson disse que não o ia fazer, mas foi mesmo obrigado a dar o braço a torcer e lá segue carta a pedir um pouco mais desse bem tão fugidio quanto precioso que é o tempo.

Como tem sido apanágio neste processo, ninguém sabe muito bem o que vai acontecer doravante, mas há várias hipóteses. Uma coisa é certa: passou-se mais um dia, desperdiçou-se mais tempo e o relógio continua a contar. Quase que dá vontade de regressar ao dia 23 de junho de 2016 para entrar na cabeça dos líderes políticos britânicos e ver como é que eles achavam que este processo iria decorrer.

E pegando na última palavra do anterior parágrafo, para quem gosta “de correr”, amanhã é dia grande, já que há maratona em dose dupla em Lisboa. Partindo da Ponte Vasco da Gama e terminando na Terreiro do Paço, a 20ª edição da Meia Maratona de Lisboa destina-se aos entusiastas da corrida. Mas para quem é mesmo fã de dar às pernas, a sétima edição da maratona de Lisboa vai ter início em Cascais, indo dar também ao coração da capital.

Ao todo serão 25 mil os participantes e, se porventura não for um deles, recorde-se que vão ser vários os pontos da cidade que vão estar fechados à circulação. O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP deixou aqui uma lista de quais os espaços onde apenas o trânsito a duas pernas será permitido.

Por fim, e porque falamos de corridas contra o tempo, amanhã são os últimos dias do festival literário Folio 2019, em Óbidos, e do festival de cinema Queer Porto, por isso despache-se a assegurar o seu lugar. Se não é de cultura e sim de aconchego que procura, fique sabendo que é também amanhã que acaba o Festival de Francesinhas de Oeiras. O melhor talvez seja mesmo dar uma corridinha antes.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.