"Um dos grandes objetivos que Portugal tem no Programa Nacional de Reformas para os próximos anos é melhorar a cooperação transfronteiriça. Esse, aliás, vai ser o tema da cimeira entre os governos de Portugal e Espanha que acordei com [o primeiro-ministro espanhol] Mariano Rajoy e que terá lugar na próxima primavera", vincou António Costa.

O chefe do executivo português falava num brinde de arranque de um jantar no Palácio das Necessidades, em Lisboa, tendo o rei de Espanha correspondido ao brinde e acrescentando estar "muito grato" pela "cordialidade" de Costa.

"Proponho um brinde ao bem-estar pessoal e à permanente amizade entre estas duas grandes nações e que continuemos a trabalhar num futuro melhor para os nossos povos e para a Europa", declarou Filipe VI, falando perante mais de 70 convidados.

O rei, acompanhado pela mulher, a rainha Letizia, reconheceu que o momento atual é de se questionar o projeto europeu, mas deixou claro que tal demonstra que "é evidente" a necessidade de uma "Europa mais forte e mais solidária, que impulsione o crescimento económico e a criação de emprego e dê respostas concretas aos cidadãos".

Já o primeiro-ministro português realçou, no brinde testemunhado pela agência Lusa, as "relações muito próximas" entre Portugal e Espanha, relações de "vizinhança geográfica e história em comum".

"Cada vez mais a cooperação política [entre Portugal e Espanha] tem um nível mais elevado, desde logo no quadro da União Europeia", vincou António Costa, antes de declarar que "os espanhóis são sempre bem-vindos em Portugal: Como reis e rainha, como turistas, como investidores, como estudantes, como trabalhadores".

O chefe do Governo português lembrou ainda o desígnio firmado em novembro com o chefe do executivo espanhol, Mariano Rajoy, de retomar as cimeiras bilaterais entre os dois países, que são mantidas desde 1983.

Num encontro tido em Madrid em 14 de novembro passadp, os dois líderes decidiram "retomar" as cimeiras bilaterais no "início da primavera" de 2017, depois de não ter sido possível organizar essa reunião em 2016 devido à falta de um Governo estável em Espanha.

A última reunião bilateral realizou-se em 2015, em Baiona, cidade da Comunidade Autónoma da Galiza.

Antes da atual visita oficial, a última vez que os reis de Espanha visitaram Portugal foi em julho de 2014, cerca de um mês depois da proclamação de Filipe VI, naquela que foi a sua segunda deslocação oficial ao estrangeiro, após uma visita ao Vaticano.

Na mesa onde estavam os reis de Espanha e o primeiro-ministro e a sua mulher, encontravam-se também, por exemplo, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, o secretário de Estados dos Assuntos Parlamentares, Pedro Nuno Santos, o presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, e os embaixadores dos dois países quer em Portugal quer em Espanha.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.