António Costa e Emmanuel Macron, distribuindo "bonjours" e "bonnes vacances", foram saudados por centenas de pessoas, esmagadoramente de origem francesa, enquanto desciam desde o Largo do Chiado, pela rua Garrett, até ao Grémio Literário, na rua Ivens, o local do almoço, com vista sobre a baixa "alfacinha" e um menu que incluíu robalo ao sal.

Um duplo teste de popularidade numa altura em que o Presidente francês está a dias de enfrentar, em Paris, uma moção de censura ao seu Governo, apesar da maioria absoluta, após um escândalo político relacionado com um seu ex-colaborador, enquanto o primeiro-ministro português se prepara para, depois das férias, negociar com BE, PCP e PEV o derradeiro Orçamento do Estado da legislatura.

A acompanhar António Costa e Emmanuel Macron no ‘mini passeio’ por um movimentado Chiado estiveram o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, o embaixador gaulês em Lisboa, Jean-Michel Casa, entre outras personalidades, além dos obrigatórios seguranças portugueses e franceses.

"Sabíamos que vinha cá [Macron] porque vimos nas notícias, mas não que íamos dar de cara com ele. Foi uma surpresa engraçada", disse à Lusa a turista francesa Benedicte, de 45 anos, acompanhada pelo marido, Francis, também de 45, e pelas filhas Margot (13), Garance (12) e Hannah (cinco), que trocaram algumas palavras com "Monsiuer le Président".

A família gaulesa, "do Sudoeste, perto de Toulouse", está em Lisboa "numa semana de férias", aproveitando para visitar a irmã, uma das novas habitantes francesas da capital portuguesa, que "está cá já há dois/três anos".

Costa e Macron, envolvidos numa 'caixa de segurança' com dez elementos permanentes, acederam a tirar as populares 'selfies', até com crianças, enquanto cumprimentavam quem se ia assomando às varandas e janelas à passagem da comitiva, num alarido que levou mesmo um saxofonista a interromper a sua atuação e alguns vendedores ambulantes a fazerem um intervalo nas vendas.

Na esplanada do histórico café A Brasileira, quando Costa e Macron passaram, todos os clientes, sem exceção, levantaram-se para registar o momento com os telemóveis ou as máquinas fotográficas.

Antes do ‘mini passeio’, o chefe de Governo português e o Presidente francês, que aterrou em Lisboa pelas 10:15, participaram na conferência sobre o futuro da Europa, intitulada "encontro com cidadãos", na Fundação Calouste Gulbenkian.

Durante a tarde irão estar na cimeira sobre interligações energéticas, onde também participam o primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, o comissário europeu responsável pela pasta da ação climática e energia, Miguel Arias Cañete, e a vice-presidente do Banco Europeu de Investimento, Emma Navarro.


Notícia atualizada às 17:27

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.