Nas últimas 24 horas, a Direção-Geral de Saúde identificou 4.224 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, o valor mais elevado desde o inicio da pandemia, um marco que tem vindo a ser sucessivamente vencido tendo em conta que o número de infeções diárias registado tem tido um crescimento exponencial nas últimas semanas: a oito de outubro o país ultrapassou a barreira das 1.000 infeções diárias, atingindo 1.278 casos, um valor apenas registado a 10 de abril quando foram notificados 1.516 novos casos; a partir daí os números foram sempre em crescendo, ultrapassando pela primeira vez as duas mil infeções a 14 de outubro, com o registo de 2.072 casos, a barreira dos três mil casos diários a 22 de outubro, com a notificação de 3.270 novas infeções, e na última quarta-feira, dia 28, Portugal chegou aos 3.960 novos casos diários e hoje atingiu o maior valor de sempre.

Em relação a ontem há ainda 33 óbitos a lamentar. Desde o início da pandemia, Portugal contabiliza um total de 132.616 casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus e 2.428 óbitos.

A região norte continua a ser a zona do país mais afetada por este crescimento dos números. O boletim indica 2.474 novos casos reportados e 16 mortos no último dia. A segunda região mais afetada é a de Lisboa e Vale do Tejo com 1.102 casos e 12 óbitos, seguida da região Centro onde foram identificados 524 casos e registados cinco óbitos. No Alentejo e Algarve não há mortes a lamentar, mas há mais 50 e 63 casos reportados, respetivamente.

Na região autónoma dos Açores foram identificados cinco novos casos e na Madeira seis.

Contrariamente ao que tinha sido previsto pela ministra da Saúde, não foi ontem nem hoje ultrapassado o número máximo de internados nos cuidados intensivos do dia 10 de abril (272), com o boletim a registar 269 internamentos em UCI (+7) para além dos 1.834 internamentos fora destas unidades (+40).

Há 2.490 casos ativos e desde ontem recuperar 1.701 pessoas.

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções.

No total, o novo coronavírus já afetou em Portugal pelo menos 60.271 homens e 72.345 mulheres, de acordo com os casos declarados.

Do total de vítimas mortais, 1.242 eram homens e 1.186 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nas pessoas com mais de 80 anos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.