O Instituto Robert Koch, centro epidemiológico de referência na Alemanha, manifestou preocupação ao comunicar estes dados: “Após uma estabilização temporária dos casos (…), observa-se atualmente um novo agravamento das infeções na população”.

Na segunda-feira tinham sido registados 922 casos, em parte porque nos finais de semana nem todos os dados são comunicados, após 2.297 contágios no sábado, o valor mais elevado desde abril, e 1.345 no domingo.

No total, a Alemanha soma 274.158 casos – numa população total de 83,2 milhões de pessoas -, tendo cerca de 243.700 pacientes já recuperado da doença. O número de mortos subiu para 9.396.

O ministro da Saúde alemão, Jens Spahn, sublinhou que a maioria das infeções são agora locais e alertou que embora a doença atinja atualmente sobretudo os jovens, que geralmente apresentam poucos sintomas, em breve pode atingir idosos e outros grupos de risco.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.