Conforme disse à agência Lusa o presidente da autarquia, no distrito de Beja, o montante a atribuir “é equivalente” a 50% do salário mínimo nacional durante dois meses e tem em conta os 180 trabalhadores de todas as instituições particulares de solidariedade social (IPSS) que gerem lares de terceira idade e creches no município, assim como dos bombeiros voluntários.

“Este apoio servirá para dar algum conforto a estas instituições, para que possam comprar mais equipamentos de proteção individual e material de desgaste rápido, por forma a minimizar as probabilidades de contaminação e contágio por covid-19”, revelou António Bota.

O autarca alentejano acrescentou ter a convicção de que esta será “uma boa ajuda” para todas as IPSS e para os bombeiros voluntários locais.

“É mais um contributo municipal para que todos façam de tudo para manter em segurança os colaboradores e os utentes. Esperamos que assim possam suportar um bocadinho melhor esta crise e apetrechar-se de melhores condições”, frisou.

A par deste apoio, a Câmara e a Assembleia Municipal de Almodôvar vão adquirir seis equipamentos de deteção automática de temperatura e de dispensa de álcool-gel, que serão colocados à entrada dos lares do concelho, num investimento total a rondar os 14 mil euros.

Portugal contabiliza pelo menos 2.245 mortos associados à covid-19 em 109.541 casos confirmados de infeção, segundo o mais recente boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS), de quinta-feira.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.