As autoridades sanitárias espanholas também contabilizaram mais 408 mortes desde terça-feira atribuídas à covid-19, passando o total de óbitos para 52.683.

O nível de incidência acumulada (pessoas contagiadas) em Espanha continua a aumentar, passando de segunda para terça-feira de 436 para 454 casos diagnosticados por 100.000 habitantes nos 14 dias anteriores.

As regiões com os níveis mais elevados são as da Estremadura (1.077), Madrid (622), Baleares (601), Castela-Mancha (596), La Rioja (593) e Catalunha (524).

Nas últimas 24 horas, deram entrada nos hospitais 2.377 pessoas com a doença, das quais 482 na Comunidade Valenciana, 448 na Catalunha, 356 na Andaluzia e 267 em Madrid.

Em todo o país há 17.645 pessoas hospitalizadas com a covid-19, o que corresponde a 14% das camas, das quais 2.651 pacientes em unidades de cuidados intensivos, 27% das camas desse serviço.

Espanha decidiu hoje prolongar até 2 de fevereiro próximo as limitações à chegada de aviões e barcos vindos do Reino Unido, devido à situação epidemiológica naquele país e à variante britânica da covid-19 que transmite a doença de forma mais rápida.

A limitação à chegada de aviões e navios do Reino Unido a Espanha deveria expirar a 19 de janeiro.

O governo espanhol decidiu em 21 de dezembro último, de forma coordenada com Portugal, suspender os voos vindos do Reino Unido a partir do dia seguinte, exceto para os cidadãos espanhóis ou residentes neste país ou em Andorra.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.