O site já está disponível (brevemente será também lançada a aplicação para telemóvel) e abre com o lema "Não paramos, estamos `on´" (ligados, numa tradução em português).

"Este site pretende ser um guia prático para apoiar cidadãos, famílias e empresas no combate aos efeitos causados pelo COVID-19, dando-lhes a conhecer todos os apoios disponibilizados, bem como a documentação necessária - nomeadamente os formulários que devem preencher - para a efetivação dos seus direitos", explica uma nota enviada pelo gabinete do primeiro-ministro.

O site, segundo o Governo, disponibiliza "um conjunto de ferramentas tecnológicas que possibilitam a operacionalização do regime de teletrabalho", tendo sido desenvolvido com as empresas de tecnologia AWS, CISCO, Google e Microsoft e os operadores de telecomunicações Altice, NOS, Vodafone e APRITEL.

"Cidadãos, escolas, serviços públicos e empresas poderão ter os instrumentos necessários para prosseguir as suas atividades da forma mais eficiente possível tendo em conta a excecionalidade do momento que atravessamos", refere a nota do executivo.

Neste site pode ainda encontrar-se a melhor forma de os cidadãos recorrerem aos serviços públicos "sem ter de se deslocar", bem como as medidas excecionais adotadas pelo Governo em cada área governativa.

"Estão também disponíveis para consulta a legislação especificamente aprovada, as diferentes comunicações do Governo nesta matéria e o mapa que regista a evolução epidemiológica do país", refere a nota, acrescentando que existirá ainda uma secção de perguntas e respostas, que irá sendo atualizada e respondida pelas autoridades de saúde.

É ainda, segundo o Governo, disponibilizada a "lista completa, consolidada e fidedigna dos contactos de emergência e de apoio criados pelos diversos serviços públicos no âmbito do combate a esta pandemia".

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) elevou hoje o número de casos confirmados de infeção para 642, mais 194 do que os contabilizados na terça-feira. No entanto, este número baseia-se na confirmação de três casos positivos nos Açores, mas a Autoridade de Saúde Regional, contactada pela Lusa, sublinhou serem dois os casos positivos na região e adiantou estar em contactos para se corrigir a informação avançada pela DGS, baixando assim para 641.

A Assembleia da República aprovou hoje o decreto de declaração do estado de emergência que lhe foi submetido pelo Presidente da República com o objetivo de combater a pandemia da Covid-19, após a proposta ter recebido pareceres favoráveis do Conselho de Estado e do Governo.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.