Em declarações à agência Lusa, o presidente da direção daquela instituição, António Morgado, explicou que, na terça-feira, "três dos 90 funcionários viram confirmada a infeção pelo novo coronavírus".

"Essas três funcionárias pertenciam a uma equipa que funcionava em espelho [horários desfasados]. Essa equipa saiu e já foi substituída por outra", especificou.

Os três casos de infeção levaram a instituição a iniciar, hoje, "a testagem de todos os 141 idosos e dos 87 funcionários que trabalham na instituição", apontando para quinta-feira o resultado do despiste.

O lar da Congregação de Nossa Senhora da Caridade, está situado em pleno centro de Viana do Castelo, junto ao quartel dos Bombeiros Voluntários e da Câmara de Viana do Castelo.

António Morgado adiantou que "é a terceira vez que a instituição testa todos os utentes e funcionários", na sequência de casos que têm surgido deste o início da pandemia de covid-19.

"Em setembro, a utente mais idosa da instituição, hoje 106 anos teve de receber tratamento hospitalar, na unidade de Braga e quando veio estava infetada com covid-19. Ao fim de 14 dias testou duas vezes negativo", especificou.

António Morgado adiantou que o lar da Caridade tem utentes com "muita idade", sendo que além da idosa mais velha, com 106 anos, há ainda "mais três utentes tem mais de 100 anos e 42 com mais de 90 anos".

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.