De acordo com os dados avançados pela DGS, há 10524 casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus, mais 638 do que os registados nos números de ontem, 3 de abril. O aumento foi de 6,5%.

Há ainda 266 óbitos a registar — mais 20 que no anterior boletim (8,1%) — e 75 recuperações, que registaram também um aumento de sete casos.

Atualmente existem 1075 pessoas internadas, 251 das quais nos cuidados intensivos.

No total foram registados 81087 casos suspeitos, dos quais 65045 não se confirmaram. Há ainda 5518 casos a aguardar resultado laboratorial.

Existem atualmente 22858 casos em contacto de vigilância pelas autoridades de saúde.

Entre os óbitos registados, quatro foram em pessoas com idades entre os 40 e os 49 anos; 8 em pessoas com idades entre os 50 e os 59 anos; 24 em pessoas com idades entre os 60 e os 69 anos; 60 em pessoas com idades entre os 70 e os 79 anos e 170 em pessoas com 80 ou mais anos.

A região Norte é a mais afetada por este surto, com 6280 casos confirmados e 141 óbitos. A região Lisboa e Vale do Tejo regista 2513 casos confirmados, com 54 mortes. A região Centro conta com 1372 casos confirmados de infeção e 66 mortes. O Algarve regista 182 casos confirmados e 5 mortes.

O Alentejo conta com 63 casos, sendo que a DGS corrigiu a informação avançada ontem quanto a uma primeira morte confirmada na região. Segundo as autoridades, "o óbito que ontem foi registado na ARS Alentejo veio a confirmar-se Covid negativo".

 Nos Açores registam-se 63 casos confirmados de infeção e na Madeira registam-se 51 casos. Não há mortes a registar nas regiões autónomas.

Os sintomas mais comuns são febre (47%), tosse (60%), dificuldade respiratória (18%), cefaleia (28%), dores musculares (32%), fraqueza generalizada (25%).

Portugal, onde o primeiro caso foi confirmado a 2 de março e que está em estado de emergência, pelo menos, até 17 de abril, entrou já na terceira e mais grave fase de resposta à doença (Fase de Mitigação), ativada quando há transmissão local, em ambiente fechado, e/ou transmissão comunitária.

Detetado em dezembro de 2019, na China, o novo coronavírus já ultrapassou um milhão e 100 mil casos infetados em todo o mundo, dos quais morreram mais de 58 mil.

Dos casos de infeção, pelo menos 227 mil são considerados curados.

A Covid-19, causada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, é uma infeção respiratória aguda que pode desencadear uma pneumonia.

Onde posso consultar informação oficial?

A DGS criou para o efeito vários sites onde concentra toda a informação atualizada e onde pode acompanhar a evolução da infeção em Portugal e no mundo. Pode ainda consultar as medidas de segurança recomendadas e esclarecer dúvidas sobre a doença.

Quem suspeitar estar infetado ou tiver sintomas em Portugal - que incluem febre, dores no corpo e cansaço - deve contactar a linha SNS24 através do número 808 24 24 24 para ser direcionado pelos profissionais de saúde. Não se dirija aos serviços de urgência, pede a Direção-Geral de Saúde.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.