Em comunicado divulgado esta manhã, com o ponto de situação de todos os dados conhecidos até ao final de sábado, o município explicou que, destes 11 doentes internados no Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE), 10 são utentes do lar.

“De entre os profissionais” do Lar da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva (FMIVPS) “registamos um internamento, que se encontra na Unidade de Cuidados Intensivos”, realçou.

Além disso, “aguardam, neste momento, decisão de internamento mais três utentes” da mesma instituição, onde, no dia 18 deste mês, surgiu o foco da doença provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, acrescentou a autarquia.

Segundo o comunicado de hoje, o surto de covid-19 já infetou 131 pessoas em Reguengos de Monsaraz, das quais 128 são casos ativos, 93 deles entre utentes (71) e funcionários (22) do lar e 35 na comunidade, tendo falecido três utentes da instituição de apoio à terceira idade.

No sábado, no comunicado inicialmente divulgado, a câmara deu conta da existência de 129 casos ativos da doença, mas, mais tarde, corrigiu essa informação para 127, ao retirar dos números os dois óbitos ocorridos nos dias anteriores (o terceiro só foi conhecido ao início da noite), confirmou hoje à Lusa o autarca de Reguengos de Monsaraz, José Calixto.

Daí que, apesar de no sábado ter acontecido esta terceira morte e terem sido registados dois novos infetados na comunidade, ambos trabalhadores do município, o total de casos ativos se mantenha hoje nos 128.

“Estes números verificam-se num universo de cerca de 1.150 testes com resultado conhecido” até sábado, explicou o município, assinalando que, para hoje e para segunda-feira, está planeada a realização de “mais cerca de 150 testes” de rasteio da doença na comunidade.

Os testes, de acordo com as decisões da Autoridade de Saúde Pública local, continuam a decorrer na área dedicada à covid-19 instalada nos Pavilhões Multiusos do Parque de Feiras e Exposições de Reguengos de Monsaraz.

A terceira vítima mortal do foco de covid-19 neste concelho alentejano foi uma idosa de 82 anos, que estava internada no hospital em Évora.

Os outros dois óbitos de idosos do lar infetados com a doença aconteceram na própria instituição da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva, primeiro o de um idoso, com cerca de 70 anos, na quarta-feira, e depois o de uma idosa, de 92 anos, na quinta-feira.

Portugal contabiliza pelo menos 1.561 mortos associados à covid-19 em 41.189 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 498 mil mortos e infetou mais de 10 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.