O anúncio foi feito pelo diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, numa videoconferência de imprensa transmitida da sede da organização, em Genebra, Suíça.

O comité, formado por peritos internacionais, irá apresentar um relatório preliminar em novembro e um em final em maio de 2021.

Caberá ao comité avaliar a eventual necessidade de alteração do Regulamento Sanitário Internacional para que possa ser o mais eficaz possível, de acordo com o diretor-geral da OMS.

O atual RSI vigora desde 2007 e exige que os países notifiquem à OMS surtos de doenças que possam ameaçar a saúde pública mundial.

O documento, que prevê a criação de um comité de avaliação por parte do diretor-geral da OMS, regulamenta a declaração de emergência de saúde pública internacional e medidas específicas a aplicar nos portos, aeroportos e postos fronteiriços.

A OMS declarou a doença respiratória covid-19 uma emergência de saúde pública internacional em 30 de janeiro.

A covid-19 já provocou pelo menos 826 mil mortos e infetou mais de 24,2 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência noticiosa francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.809 pessoas das 56.673 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é causada por um novo coronavírus (tipo de vírus) detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China, e que se disseminou rapidamente pelo mundo.

Desde 11 de março que a covid-19 é considerada pela OMS uma pandemia.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.