Estas posições de José Luís Carneiro sobre as medidas defendidas pelos sociais-democratas para responder à atual crise motivada pela paragem de parte significativa da economia portuguesa foram transmitidas num vídeo publicado na página do Facebook do PS.

"São medidas construtivas e que validam o caminho que tem vindo a ser desenvolvido por parte do Governo", sustentou o ‘número dois’ da direção dos socialistas.

De acordo com o secretário-geral adjunto do PS, as propostas do PSD, "na sua grande maioria, estão já a ser implementadas e outras encontram-se em fase de implementação".

"Por exemplo, a proposta de linhas de créditos destinadas às empresas, na ordem dos dez mil milhões de euros, como se sabe, Portugal já teve autorização da Comissão Europeia para utilizar 13 mil milhões de euros", apontou.

No que se refere à medida do PSD referente ao lay-off, José Luís Carneiro alegou que "esse regime foi agilizado nos últimos dias".

"A outra proposta de apoio aos sócios-gerentes das pequenas e médias empresas e de apoio aos trabalhadores independentes foi aprovada na quinta-feira passada [em Conselho de Ministros] e agora encontra-se a aguardar a sua publicação em Diário da República", completou.

Já em matéria de medidas que se relacionam com a União Europeia, José Luís Carneiro assinalou que o Eurogrupo "reúne-se na terça-feira e vai apreciar e decidir sobre novas medidas para apoiar as empresas, as famílias, visando criar condições para a dinamização da economia".

"Há também outras medidas relativas aos municípios que, como se sabe, fazem parte daquilo que constitucionalmente consagra a autonomia do Poder Local", acrescentou.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.