Os destroços de um avião que caiu nos Alpes suíços em 1968 foram descobertos num glaciar 54 anos após o acidente, informou a polícia esta sexta-feira.

Várias peças apareceram no glaciar Altsch, no cantão de Wallis (sudoeste), perto dos picos de Jungfrau e Monch.

A polícia disse que os destroços foram encontrados na quinta-feira.

"As investigações determinaram que os fragmentos pertencem aos destroços de um Piper Cherokee, matrícula HB-OYL, que caiu naquele local em 30 de junho de 1968. Assim que possível, começarão os trabalhos de recuperação", acrescentou a mesma fonte.

A bordo do avião estavam um professor, um médico e seu filho, todos de Zurique, segundo o jornal '24 Heures'. A aeronave sofreu um acidente entre os dois picos e os corpos acabaram por ser recuperados na altura, mas não o avião.

"Na época do acidente, há mais de 50 anos, os recursos técnicos eram limitados", disse a polícia. "Com os meios atuais e o derretimento do gelo, provavelmente será possível recuperá-lo".

Segundo o jornal 24 Heures, um guia de montanha encontrou os destroços durante uma expedição pela região.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.