Nas últimas semanas, cerca de duas centenas de cães sofreram os mesmos sintomas — diarreia e/ou vómitos hemorrágicos e fraqueza súbita, segundo o Instituto Veterinário Norueguês.

Até agora, vinte e cinco cães morreram, acrescentou a mesma fonte, citada pela agência France-Presse. "Isso não significa que todos sofram da mesma doença, pois há muitas que incluem vários desses sintomas", disse à AFP Asle Haukaas, porta-voz do Instituto Veterinário Norueguês.

As necrópsias a dez cães revelaram uma infeção intestinal grave, disse a fonte.

Em cinco casos, a presença de duas bactérias — clostridium perfringens e providencia alcalifaciens — foi encontrada em "quantidades anormalmente altas", acrescentou.

A doença foi declarada na capital, Oslo, mas alguns casos também foram registados no resto do país nórdico.

As autoridades sanitárias pediram que os proprietários de cães passeiem com os animais à trela e limitem os contactos entre cães.

Muitas pessoas optaram por não levar os seus cães a locais públicos. Até agora, nada indica que esta doença seja transmitida a outros animais ou ao ser humano.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.