As negociações com a Federação Alemã de Defesa do Consumidor (VZBV), que serão "confidenciais", estão ainda "num estágio inicial e não há garantia de sucesso", disseram as duas partes em comunicado conjunto.

Este é o primeiro grande julgamento contra a Volkswagen pelo chamado 'dieselgate', iniciado em setembro com uma queixa coletiva.

A empresa é acusada de ter instalado um software, sem o conhecimento dos seus clientes, que fazia com que os veículos a diesel parecessem menos poluentes do que realmente eram.

O julgamento na Alemanha reúne cerca de 400 mil ações judiciais de consumidores e pode durar vários anos.

Os juízes do tribunal de Brunswick terão que decidir se a fraude da Volkswagen prejudicou os clientes e, se for o caso, calcular a indemnização.

O escândalo explodiu em setembro de 2015, quando a gigante alemã confessou ter equipado 11 milhões de veículos com o referido programa de computador.

Desde então, o "dieselgate" custou à Volkswagen mais de 30 mil milhões de euros em gastos jurídicos, multas eindemnizações, principalmente nos Estados Unidos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.