Desde a sua entrada em vigor, em fevereiro passado, esta é a primeira vez que a polícia recorre a esta lei.

Cinco pessoas, sendo dois homens e três mulheres com idades entre os 26 e os 35 anos de nacionalidade iraniana, foram detidas no aeroporto de Copenhaga por uso de documentação falsa.

Veja também: Na Dinamarca há quem esteja a ser multado por ajudar refugiados

A lei, que permite confiscar quantias acima de 10.000 coroas (1.340 euros) ou objetos de valor superior a esse valo, causou críticas e foi comparada ao confisco de bens dos judeus na Alemanha nazi.

Veja também: Crise dos refugiados: o que vai ser de ti, Europa?

Os cinco iranianos pediram asilo e a sua solicitação está a ser analisada, de acordo com a polícia.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.