Em comunicado enviado à agência Lusa, a GNR explica que as detenções e a identificação foram realizadas na terça-feira, através dos comandos territoriais de Castelo Branco e da Guarda.

"Os indivíduos encontravam-se a realizar a queima de sobrantes, as quais acabaram por se descontrolar, tendo resultado numa área ardida de mais de 30.000 m2, obrigando à intervenção dos corpos de bombeiros", refere a GNR.

Segundo a informação, os indivíduos foram constituídos arguidos e sujeitos à medida de coação de termo de identidade e residência.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.