"O fogo foi dominado pelas 01:10", precisou a mesma fonte, referindo-se ao incêndio que deflagrou pelas 13:37 de quinta-feira.

Chegou a ser dado como dominado pelas 07:00 de sexta-feira, depois de ter lavrado muito próximo de habitações de várias aldeias raianas de Chaves, mas houve um reacendimento que obrigou a reforçar o combate às chamas, nomeadamente com meios aéreos.

Pelas 04:00, mantinham-se no local 168 operacionais apoiados por 53 viaturas.

O incêndio que mobiliza mais operacionais neste momento é aquele que lavra em Vilar Ferreiros, concelho de Mondim de Basto, com 234 elementos apoiados por 69 viaturas.

Ao início da madrugada, o Comandante Operacional Distrital (CODIS) de Vila Real, Álvaro Ribeiro, esperava que o incêndio fosse dado como dominados nas próximas horas, uma vez que a temperatura e o vento diminuíram, o que favorece o combate às chamas.

"Esperemos que dentro de pouco tempo, durante a noite, o incêndio seja dado como dominado", adiantou o responsável, sobre o fogo que deflagrou na quinta-feira em Vila Verde da Raia e sofreu na tarde de sexta-feira uma reacendimento.

Segundo Álvaro Ribeiro, estão a ser feitos trabalhos de consolidação em algumas zonas e, em outras, os operacionais estão envolvidos no combate, "utilizando máquinas para que o incêndio fique efetivamente ancorado".

No monte Farinha, mais conhecido como Senhora da Graça, onde se situa o santuário com o mesmo nome, as perspetivas são também favoráveis para a evolução do incêndio que deflagrou às 16:11 de sexta-feira.

"A temperatura está a baixar, o vento amainou e está-nos a dar oportunidade de combate. O incêndio está a ceder", acrescentou.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.