As palavras remetem para acusações feitos pelo próprio Trump contra cidadãos mexicanos, ao longo da campanha eleitoral nos EUA. Os artistas aproveitaram a apresentação à imprensa do drama migratório "Desierto", obra de Jonás Cuarón produzida pelo pai, para incentivar os mexicanos a colocarem nas redes sociais fotos com as palavras usadas por Trump, como "Estuprador", "Trago drogas", "Criminoso", agora usadas numa campanha intitulada "Palavras como balas".

A equipa de "Desierto" lançou um grupo no Facebook e no Instagram para que os mexicanos compartilhem as suas "selfies" de denúncia. No lançamento de sua pré-candidatura pelo Partido Republicano, o magnata Donald Trump disse que o México envia os seus piores cidadãos para os Estados Unidos, alegando que muitos são "estupradores", ou "criminosos", que levam "drogas" para o país. Também se propôe construir um grande muro na fronteira e prometeu enviar a factura para o México. 

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.