O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP anunciou hoje que localizou e entregou na quinta-feira dois menores à sua mãe, por decisão do Ministério Público. A história começou no verão do ano passado e ainda não terminou.

O pai de duas crianças decidiu viajar com os dois filhos para um país do espaço europeu tendo a mãe dado autorização para que se ausentassem durante uma semana.

No entanto, em junho de 2018, o pai e avó paterna “ausentaram-se de um país extra comunitário, com os filhos, para parte incerta”, conta hoje o gabinete de comunicação da PSP, em comunicado, acrescentando que os progenitores são estrangeiros.

Desde então, o pai tem estado com as crianças, “mudando de país para país, sendo que até à presente data, passou por 15 países diferentes, sempre sem o consentimento da mãe e sem que a mãe tivesse qualquer notícia do paradeiro dos filhos”, acrescenta.

No mês passado, o pai veio para Portugal com as crianças, tendo-se instalado em Oeiras. Através das redes sociais, a mãe descobriu o seu paradeiro e viajou também para Portugal, onde conseguiu finalmente ver os filhos.

O caso chegou à PSP de Oeiras a 18 de outubro, quando os dois progenitores foram identificados por estarem a discutir a guarda de dois menores.

A polícia de Oeiras, como medida cautelar, para evitar a fuga e com a concordância do visado, apreendeu os passaportes. Todos os documentos foram enviados para o Tribunal de Família e Menores de Cascais que, posteriormente, emitiu um mandado.

Por decisão judicial, os filhos foram entregues à mãe, a título provisório, a qual deverá aguardar em território nacional, com os filhos, até que ocorra uma decisão final.

O Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Pública, através da Divisão Policial de Oeiras, realizou assim a 7 de novembro uma diligência processual emanada pelo Ministério Público, no sentido de proceder à localização e entrega imediata de dois menores à mãe.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.