“O PSD quer reafirmar que, em termos de habitação social, defesa dos direitos de política social de integração da população, nós já estamos desde 1976, desde que foi criado o processo autonómico, nesta luta”, declarou o segundo candidato da lista do partido.

Falando numa ação de campanha eleitoral para as regionais de 22 de setembro, no maior bairro social do Funchal, na zona da Nazaré, em São Martinho, Pedro Calado indicou que ao longo dos últimos 43 anos o Governo Regional de maioria social-democrata criou “mais de 6.000 habitações sociais” na região.

Destas, cerca de 1.200 “foram ajudadas e cofinanciadas através dos municípios”, acrescentou, mencionando os números representam “mais de 7.400 famílias protegidas e apoiadas por habitação social”.

“Neste momento, temos mais de 17 mil pessoas na Madeira a beneficiarem de habitação social”, vincou, apontando que, em 2019, foram ajudadas 4.400 pessoas.

Pedro Calado destacou que no Bairro da Nazaré a “integração na sociedade foi plena”, estando a decorrer um processo de “reabilitação de todos os fogos” daquele aglomerado habitacional que envolve os espaços interiores e exteriores, bem como a substituição de elevadores.

“Já fizemos cerca de 50% do número de fogos disponíveis. Só aqui na Nazaré temos 1.400 habitações”, realçou.

O também vice-presidente do Governo Regional destacou que desde 2015, quanto tomou posse, o atual executivo investiu mais de 58 milhões de euros na habitação social”.

Trata-se, segundo a candidatura social-democrata, de um trabalho que vai ter continuidade durante os próximos quatro anos.

Pedro Calado assumiu que o PSD tem noção da necessidade de melhorias nestas áreas e assume o compromisso com a reabilitação de “todos os bairros sociais da Madeira”, sendo também um objetivo apoiar “os jovens, as famílias carenciadas e aqueles que estão a chegar à ilha”.

“Este ano tivemos a construção de mais 58 unidade de habitação social. Vamos construir mais 36 no bairro de São Gonçalo [Funchal] e temos outras que estão perspetivadas”, reforçou.

Em termos de taxa de cobertura de habitação social, recordou, dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) referem que ascende atualmente a 4,2%.

As eleições regionais legislativas da Madeira decorrem em 22 de setembro, com 16 partidos e uma coligação a disputar os 47 lugares no parlamento regional.

PDR, CHEGA, PNR, BE, PS, PAN, Aliança, Partido da Terra-MPT, PCTP/MRPP, PPD/PSD, Iniciativa Liberal, PTP, PURP, CDS-PP, CDU (PCP/PEV), JPP e RIR são as 17 candidaturas validadas para estas eleições, com um círculo único.

Nas regionais de 2015, os sociais-democratas seguraram a maioria absoluta – com que sempre governaram a Madeira - por um deputado, com 24 dos 47 parlamentares.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.