O projeto já permitia aos pais “declararem o nascimento de filho recém-nascido em balcão de atendimento do registo civil instalado nas maternidades dos hospitais” de Coimbra, explica.

Agora, passou também “a disponibilizar a possibilidade de, em ato imediato à elaboração do registo de nascimento”, pedir nas maternidades o cartão de cidadão para o recém-nascido, acrescenta.

Segundo o CHUC, tal é possível devido ao “novo circuito de comunicação entre os balcões de atendimento do Nascer Cidadão instalados recentemente” nas duas maternidades e os serviços centrais do Ministério da Justiça.

As duas maternidades foram também dotadas de um novo equipamento informático com câmara fotográfica que “passou a permitir a recolha da fotografia do recém-nascido, o que constitui uma enorme mais-valia e contribui de forma considerável para a simplificação da vida dos cidadãos”, sublinha.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.