Wu Haitao afirmou, durante uma reunião de emergência do Conselho de Segurança das Nações Unidas, que o recente período de estabilidade na península abriu a oportunidade para esforços diplomáticos.

“Infelizmente, esta oportunidade não resultou no reinício do diálogo e das negociações”, afirmou Wu.

O regime de Kim Jong-un testou na quarta-feira um míssil balístico intercontinental que disse ser capaz de atingir todo o território dos EUA. Tratou-se do primeiro teste em mais de dois meses.

O representante chinês reiterou a proposta conjunta da China e da Rússia, mediante a qual o regime de Pyongyang interromperia as atividades nucleares e balísticas e, em troca, Washington e Seul suspenderiam os exercícios militares conjuntos.

“Esperemos que [a proposta] tenha apoio e motive uma resposta”, afirmou.

Pequim, o principal aliado diplomático e maior parceiro comercial de Pyongyang, defende que a solução da mútua suspensão é “a única opção viável”, uma proposta já recusada por Washington.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.