Segundo a nota publicada no sítio oficial do Campeonato do Mundo de F1 na Internet, Red Bull, Racing Point, Haas, McLaren, Mercedes, Renault e Williams vão unir esforços no ‘Projeto Pitlane’, com o objetivo de fabricar ventiladores e outros dispositivos médicos.

O Mundial de F1 está em suspenso, com oito grandes prémios cancelados ou adiados, depois de a primeira ronda, na Austrália, ter sido cancelada ‘em cima da hora’, após membros da Haas e da McLaren terem testado positivo a covid-19.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia de covid-19, já infetou cerca de 540 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram perto de 25 mil. Dos casos de infeção, pelo menos 112.200 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, registaram-se 76 mortes e 4.268 infeções confirmadas, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.