“A situação epidemiológica em Espanha e Portugal aconselha à manutenção de medidas preventivas de restrição de mobilidade no interior do território e, correspondentemente, após consultas com as autoridades portuguesas, decidiu-se manter os controlos na fronteira interior terrestre entre ambos os países para além da Semana Santa”, lê-se na ordem do Ministério do Interior espanhol.

Na quinta-feira, o primeiro-ministro português, António Costa, já tinha dito que a fronteira ibérica continuaria fechada “com aquelas exceções que são conhecidas e têm vindo a ser praticadas”, sem avançar datas para a reabertura.

A fronteira com Espanha está fechada desde 31 de janeiro e só podem passar nos pontos autorizados os transportes internacionais de mercadorias, trabalhadores transfronteiriços e sazonais documentados, veículos de emergência e socorro e serviço de urgência.

No diploma do Ministério do Interior espanhol considera-se que o prolongamento do fecho da fronteira é “uma medida proporcional à gravidade da situação e é congruente com as medidas adotadas no interior do território espanhol”.

Em Espanha existem várias restrições à mobilidade da população que vigoram até 09 de abril para evitar deslocações durante a Semana Santa.

Portugal está pela 14.ª vez desde março de 2020 em estado de emergência justificado com a pandemia da covid-19, decretado de 01 a 15 de abril.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.