Um jovem ‘youtuber’ de Barcelona arrisca uma pena de prisão de dois anos e ao pagamento de uma indemnização de 30 mil euros depois de ter dado bolachas “Oreo” recheadas de pasta de dentes a um sem-abrigo. A ação foi filmada e publicada na plataforma de partilha de vídeos YouTube pelo próprio jovem. O vídeo da “partida” foi visto por milhares de pessoas, rendendo 2.180 euros a Kanghua Ren.

Ren, ou ReSet, como o rapaz de 20 anos se apresenta na Internet, tem um canal no YouTube desde 2014. Lá conta com mais de um milhão de seguidores, que acompanham os vídeos de partidas e experiências que o jovem vai divulgando.

Em janeiro do ano passado, o protagonista involuntário de um desses vídeos foi Gheorghe L., um sem-abrigo de 52, que pede esmolas junto de um supermercado no bairro de Ren. O ‘youtuber’ retirou o creme de nata do interior de cinco bolachas de chocolate “Oreo” e substituiu-o por pasta de dentes, repondo-as na embalagem original, conta o jornal espanhol ‘El País’, baseando-se no relato do vídeo, entretanto eliminado.

Seguiu depois para a porta do supermercado onde Gheorghe estava e começou a falar com o sem-abrigo romeno, a quem deu uma nota de 20 euros e as bolachas, que o homem comeu. “Vê o lado positivo”, diz o jovem, “ao menos isto ajuda-te a limpar os dentes. Acho que não os limpa desde que ficou pobre”, explica Kanghua.

Numa declaração posterior às autoridades, o sem-abrigo disse que as bolachas lhe fizeram mal, tendo mesmo vomitado.

A reação ao vídeo levou o ‘youtuber’ a pedir desculpa logo no dia seguinte. Num novo vídeo, o jovem nascido na China dizia que a reação era um “exagero” apenas por se tratar de um “vagabundo”. “Se o tivesse feito a uma pessoa normal não diziam nada”, acrescenta.

Mas a polémica não terminou aí e o jovem continuou a tentar recuperar a imagem. Os documentos judiciais a que o jornal espanhol teve acesso explicam que, depois da intervenção da autarquia barcelonense, o jovem tentou “restabelecer a sua imagem” e apelar à benevolência da opinião pública, critica o procurador. Para isso, apagou o vídeo e, dias depois, foi com um amigo até ao local onde estava o sem-abrigo, com sacos cama, mantas e uma câmara, com a intenção de passar a noite com Gheorghe e esclarecer a situação.

Os planos foram, contudo, interrompidos depois de uma denúncia às autoridades locais. Foi aí que o sem-abrigo foi ouvido pela Guardia Urbana. Às autoridades, Gheorghe disse que não sabia que o jovem era conhecido no YouTube e que chegou a temer pela vida. Disse também que nesse mesmo dia Kanghua Ren lhe ofereceu 300 euros para o sem-abrigo não contar nada a ninguém.

Apesar de Gheorghe se ter sentido mal depois de ingerir as bolachas com pasta dentífrica, a defesa do jovem sublinha que não se trata de “nenhum tipo de veneno ou substância nociva para a saúde”.

Nesta primeira fase, o juiz optou por deixá-lo em liberdade, mediante o pagamento de uma fiança de 2.000 euros, proibindo o jovem de sair de Espanha para ir à China, onde passa férias com regularidade, escreve o ‘El País’.

A prática não foi única. Um ano antes, o mesmo jovem ofereceu sandes recheadas de excrementos de gato a idosos e a crianças, num exemplo de mais um vídeo em que “executava ações de natureza vexatória contra pessoas indefesas e vulneráveis”, disse ainda a justiça espanhola.

O procurador diz que o ‘youtuber’ ofereceu as bolachas a Gheorghes com o objetivo de chamar a atenção e para conseguir “um apetitoso aumento de rendimentos”. De janeiro a março de 2017, o jovem recebeu da Google um total de 2.180 euros pela publicidade (estes valores são calculados em função do número de seguidores e de visualizações). Mais ainda, a acusação diz que Kanghua só pediu desculpa ao sem-abrigo motivado pela eventual “perda de rendimento económico”.

Assim, a Fiscalía pede dois anos de prisão para o ‘youtuber’ por um delito contra a integridade moral, bem como o pagamento de uma indemnização de 30 mil euros ao sem-abrigo por danos morais, cita o ‘El País’.

O caso não é único. No início deste ano, o YouTube sancionou o norte-americano Logan Paul, depois de o ‘blogger’ ter publicado imagens de um suicida. E a empresa, detida pela Alphabet, afastou-o de dois projetos e cortando a sua exposição publicitária.

No início de janeiro, o jovem, de 22 anos, gerou polémica por ter difundido imagens de uma pessoa enforcada numa árvore na floresta japonesa Aokigahara, perto do monte Fuji, conhecida pelo elevado número de suicídios.

As imagens foram retiradas do ‘site’ poucas horas depois. No entanto, segundo vários meios de comunicação social norte-americanos, tinham registado previamente mais de seis milhões de visualizações.

O vídeo mostrava imagens de Logan Paul e mais alguns amigos a encontrarem o corpo e a fazerem algumas piadas a rirem sobre a presença do cadáver.

O conhecido ‘blogger’ pediu desculpas aos cerca de 15 milhões de seguidores.

O ‘blogger’ trabalhava na sequela do filme “The Thinning”, difundido o ano passado na YouTube Red, que oferece conteúdos desenvolvidos especificamente para a plataforma.

O YouTube também indicou que Logan Paul não vai aparecer na quarta temporada da série do YouTube “Foursome”, da que era uma das principais personagens.

A plataforma decidiu também retirá-lo do portfólio “Google Preferred”, que oferece aos anunciantes acesso a 5% dos conteúdos mais vistos do YouTube.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.