Em comunicado, Jorge Rocha de Matos refere que numa carta enviada ao ministro das Finanças destacou que a eleição para o Eurogrupo coincide com “um momento em que se colocam desafios de maior importância para a zona euro”.

Para o presidente da Fundação AIP, o resultado da eleição contribui ainda para “o reconhecimento internacional” do país.

Mário Centeno venceu os outros três candidatos: a letã Dana Reizniece-Ozola, o eslovaco Peter Kazimir, (ambos abandonaram a corrida após a primeira ronda) e o luxemburguês Pierre Gramegna.

Mário Centeno é o terceiro presidente da história do Eurogrupo, depois do luxemburguês Jean-Claude Juncker e do holandês Jeroen Dijsselbloem, assumindo funções em 13 de janeiro próximo por um mandato de dois anos e meio, até meados de 2020.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.