Esta posição de António Costa foi transmitida na conferência de imprensa final da noite eleitoral das europeias do PS, depois de questionado se o seu ex-ministro das Infraestruturas poderá ser indicado para a próxima equipa da Comissão Europeia.

"Se a pergunta é saber se o Pedro Marques tem condições para ser comissário europeu, creio que é evidente para todos que Pedro Marques tem qualidades para ser o que desejar ser, em Portugal ou na Europa", respondeu o líder socialista e primeiro-ministro, provocando uma prolongada salva de palmas entre os militantes e simpatizantes do PS.

Logo a seguir, António Costa falou sobre as suas prioridades e sobre o calendário para a formação da próxima Comissão Europeia após as eleições deste domingo.

"Na Comissão Europeia, a nossa prioridade é assegurar a eleição do candidato [socialista] Frans Timmermans para presidente. É nesse sentido que estamos a trabalhar para construir uma grande aliança progressista e democrática que permita a sua eleição", referiu.

António Costa disse que, após escolhido o presidente, se inicia então o processo de composição da nova equipa da Comissão Europeia.

"Depois, serão então negociados os pelouros e cada país indicará os seus candidatos, em função das pastas que forem atribuídas", declarou.

Pedro Marques também se pronunciou sobre a questão relativa ao seu futuro em Bruxelas, dizendo que foi "apenas candidato ao Parlamento Europeu".

"É por aqui que estou e por aqui que vou. Neste momento, é tudo o que tenho para dizer sobre essa matéria. Tivemos uma grande vitória esta noite e respeitamos o Parlamento Europeu e o voto dos portugueses", reagiu o cabeça de lista dos socialistas.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.